Pular para o conteúdo principal

MPCE solicita esclarecimentos sobre reajuste das tarifas de energia elétrica


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), oficiou nessa quarta-feira (23) a Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) com o objetivo de solicitar esclarecimentos sobre a proposta da Aneel de reajuste médio de 11,62% nas tarifas da Enel Ceará, antiga Coelce. Para consumidores conectados à alta-tensão, o aumento seria de 12,23%, e para a baixa tensão, de 11,39%. Se aprovadas, as novas tarifas devem vigorar a partir de 22 de abril de 2019.

Assim, o MPCE requereu, no prazo máximo de 10 dias úteis a contar do recebimento do ofício, informações referentes à base de cálculo e aos motivos que justifiquem tal reajuste. Com base nesses dados a serem enviados pela Aneel, o Decon vai analisar se o reajuste foi estabelecido de forma regular e, caso não tenha sido, o órgão de defesa do consumidor irá adotar as medidas cabíveis.

A Secretaria Executiva do Decon reitera que o Regulamento da Lei instituidora da Aneel, Decreto nº 2.335/1997, no artigo 3º, estabelece a transparência e efetividade nas relações com a sociedade, assim como a competência da Agência para estabelecer tarifas para o suprimento de energia elétrica realizado às concessionárias e permissionárias de distribuição (Lei nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995).

 Por ASCOM do MPCE

 

 

MAIS LIDAS

PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (22) a Operação Nepsis para desarticular organização criminosa especializada no contrabando de cigarros e combater a corrupção policial que facilitava esses crimes nos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Alagoas. Cerca de 280 policiais federais de diversos estados foram às ruas para cumprir 35 mandados de prisão preventiva, oito mandados de prisão temporária, 12 suspensões de exercício de atividade policial e 43 mandados de busca e apreensão nos cinco estados. Entre os presos, além dos líderes e dos “gerentes” da organização criminosa, encontram-se policiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Militar e da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul. Segundo a PF, a organização criminosa investigada formou um consórcio de grandes contrabandistas, com a criação de uma sofisticada rede de escoamento de cigarros contrabandeados do Paraguai pela fronteira do Mato Grosso do Sul. De acordo com as investigações, essa rede …

MPCE deflagra Operação “De Olho no Tanque” em Apuiarés, General Sampaio e Pentecoste

O Ministério Público do Estado do Ceará deflagrou, na manhã desta terça-feira (19/02), a Operação “De Olho no Tanque”, nas cidades de Apuiarés, General Sampaio e Pentecoste, com o objetivo de investigar a adulteração de combustíveis e a manipulação referente à diferença entre a quantidade vendida e o volume de gasolina, diesel e álcool adquirido pelos consumidores nos postos de gasolina dos referidos municípios. A Operação foi realizada por meio da Promotoria de Justiça de Pentecoste, comarcas vinculadas Apuiarés e General Sampaio, em conjunto com o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) e a Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz). De acordo com o promotor de Justiça Jairo Pereira Pequeno Neto e com fiscais do Decon e da Sefaz, na ação fiscalizatória, bombas no município de Apuiarés foram lacradas e restou identificada a prática de sonegação de impostos no município de Pentecoste. Também foi verificada a qualidade dos combustíveis nas três cidades. Ao todo, foram fi…

GAECO oferece denúncia crime contra prefeito de Pedra Branca

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio da Promotoria de Justiça de Pedra Branca e do Grupo de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), ofereceu, nesta quinta-feira (14/02), uma denúncia crime contra o prefeito do município de Pedra Branca, Antônio Góis Monteiro Mendes. Ele é acusado de ser um dos principais beneficiados num esquema milionário de fraudes em licitações, culminando no desvio de dinheiro público no âmbito da Prefeitura de Pedra Branca. Também foram denunciados seis investigados de envolvimento no esquema: o empresário, Paulo Franklin de Aragão Rodrigues; o ex-secretário Francisco Pontes Pereira (Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente); Marcílio Alcântara da Silva (SEDUMA); Juarez Frutuoso da Silva (Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente); o ex-servidor Paulo José Martins de Lima; e José Sérgio Azevedo Castelo (ex-assessor). As investigações do MPCE remontam aos exercícios financeiros de 2009 a 2013, quando o município de Pedra Branca e a empresa G…